Federasul recebe curso de capacitação sobre Certificado de Origem da CACB

O documento concede tratamento preferencial nas exportações para países com os quais o Brasil possui acordos de comércio

 

0e3a05de-e1ae-413d-92dc-c9e59e805f16

 

A capacitação foi ministrada por Cibele Oldemburgo, analista de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), e o executivo da CACB, professor Aduaneiro e consultor e assessor em Comex, Francisco Soler.

De acordo com Juliana Kämpf, superintendente da CACB, a entidade tem trabalhado para fortalecer a participação das empresas brasileiras, em especial as MPEs, no comércio exterior, e uma de das suas principais linhas de atuação é a emissão de Certificados de Origem:

-Trata-se de um documento que concede tratamento preferencial nas exportações para  países com os quais o Brasil possui acordos de comércio. Após grandes investimentos em sistemas e contratação de equipe qualificada, a CACB disponibiliza hoje um dos melhores sistemas de emissão de Certificado de Origem Online do País”, explica.

Segundo a analista do MDIC, Cibele Oldemburgo, o COD atende a rígidos padrões de segurança e proporciona ao comércio exterior maior confiabilidade. As assinaturas digitais, contidas neste documento garantem autenticidade quanto à autoria e integridade do conteúdo. A utilização do COD gera redução de custos diretos dos serviços em média de 35% e garantia de agilidade na emissão de até 24 horas para até 30 minutos.

Já, o executivo da CACB, lembrou que a migração dos Certificados de Origem para o digital, que entra em vigor a partir de janeiro de 2019 (a adaptação é de um ano) vai dar, além da segurança aos negócios, sustentabilidade, pois sem a emissão física, com papel, em 10 anos, pouparemos uma área de desmatamento equivalente ao estado de São Paulo.