ZH inova o mercado de notícias brasileiro com projetos para plataformas digitais

IMG_4527

Vice-presidente de Jornais e Mídias Digitais do Grupo RBS, Andiara Petterle,anunciou os novos projetos – Foto: Ivan Andrade

Alcançar aos leitores conteúdo em uma plataforma digital, mantendo os mesmos padrões e formato da versão impressa é a promessa de dois novos projetos do jornal Zero Hora. Conforme anunciado pela vice-presidente de Jornais e Mídias Digitais do Grupo RBS, Andiara Petterle, durante o “Tá na Mesa”, promovido pela Federasul, nesta quarta-feira (04/11), o primeiro, ZH Tablet, que entra em operação em dezembro, promete inovar o mercado de notícias com conteúdo multimídia, disponibilizado somente para assinantes e pelo dispositivo móvel. Já o outro, ZH Noite, é um projeto-piloto, que pode ser considerado uma edição extra do jornal, com os principais fatos do dia, que poderão ser acessados a partir das 19h.

Ao total, o jornal passa a disponibilizar 48 edições digitais aos seus leitores com formato muito próximo do que é visto hoje. “A mudança nas plataformas está pautada em uma pesquisa que fizemos com os nossos leitores que responderam adorar o jeito de ler o jornal”, contou Andiara. Na plataforma digital os conteúdos multimídia, com vídeos e áudios, prometem captar a atenção do leitor que com poucos clics terá contato com os principais fatos do dia.

Ao optar por essa modalidade de assinatura, que terá o custo de R$ 110, o leitor recebe em casa um tablete da marca Sansung, modelo Galax Tab E com 9,6 polegadas, como garantia de maior interatividade. “O equipamento é segurado e o usuário vai contar com um suporte para aprender a navegar pelos principais menus”, adiantou a vice-presidente. Para aqueles que já possuem o equipamento móvel é possível fazer a assinatura para ter acesso ao aplicativo do veículo.

O ZH Tablet vem sendo elaborado e discutido desde abril, pretende ser pioneiro no mercado de notícias brasileiro com a perspectiva de oferecer serviços relevantes para a base de usuários, que na sua maioria possui idade superior aos 35 anos. Já ZH Noite é considerado um projeto-piloto que será testado durante o verão, estação em que ocorre o maior volume de transferências de endereço dos assinantes. “Todos os dias, em torno das 19 horas, nossos assinantes poderão acessar uma edição compacta com os principais fatos do dia”, revelou Andiara. 

Ao afirmar que o gaúcho é o que mais lê jornal, Andiara garantiu que a ZH promete conteúdo diferencial para a versão impressa do jornal, que passa a contar com maior analise e profundidade dos fatos.

Patrocínio:

Sebrae – Especialistas em Pequenos Negócios

[addtoany]
PUBLICADO EM: 4 de novembro de 2015