Serra e Região Hortênsias/Nordeste alertam para o aumento da sonegação

Encontro regional entre políticos e lideranças empresariais voltou a debater os impactos do plano de Reforma Tributária estadual

O quinto Fórum Regional FEDERASUL: Reforma Tributária Gaúcha reuniu, de forma virtual, empresários, presidentes de Entidades filiadas à FEDERASUL e parlamentares estaduais e federais. Além da presidente Simone Leite, participaram os vices Rafael Goelzer (Integração) e Anderson Cardoso (Jurídico), que detalhou o polêmico e oneroso projeto encaminhado pelo Piratini à Assembleia Legislativa.

De acordo com o presidente do Conselho Superior da CIC-BG (Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves), Elton Paulo Gialdi, ”esse projeto aumentará a sonegação em virtude do aumento da informalidade”, disse. Na visão dele, o excesso de burocracia criado pelo Plano e a extinção de faixas do Simples Gaúcho estimulará a ocultação tributária.

O deputado Pepe Vargas afirmou que “reforma, de verdade, deve buscar a simplificação da Lei. A tendência é o engessamento das normas tributárias por meio de Decretos”. Pepe também alertou para a extinção de faixas isentas do Simples e o efeito cascata nos demais setores. Ele finalizou caracterizando o projeto como “pior que a majoração atualmente vigente”.

Sérgio Turra, um dos deputados estaduais presentes na conferência virtual, afirmou que a proposto “aumenta o tamanho do Estado no cangote da classe produtiva e da sociedade”. A presidente da FEDERASUL, Simone Leite alertou para a majoração da alíquota do IPVA, que se aprovado “refletirá nos mais pobres, que possuem um modelo velho para desempenhar suas atividades como pedreiro, serralheiro, entre outras”, exemplificou.

Outro parlamentar presente, Carlos Búrigo, criticou o plano afirmando que “o foco do Governo deve ser reduzir seu tamanho. Em primeira ordem o que deve ser feito é a modernização de regras, a fim de gerar competitividade”. Seguindo o mesmo raciocínio de Búrigo, o também deputado estadual, Paparico Bacchi, defendeu como estímulo à economia, além da redução da máquina pública a minoração de alíquotas do ICMS e demais taxas estaduais.

A reunião com as regionais Serra, Hortênsias/Nordeste contou com a presenças dos deputados federais: Marcel van Hattem e Ronaldo Santini. E os deputados estaduais: Tiago Simon; Carlos Búrigo; Pepe Vargas; Paparico Bacchi; Elton Weber; Airton Lima; Giuseppe Riesgo; Zilá Breitenbach, Fran Somensi, Dirceu Franciscon e o presidente da ALRS, Ernani Polo.

O último encontro, que acontece na quinta-feira (20) e debaterá o tema com as regionais Sul/Campanha, Centro Sul, Fronteira Oeste e Central.

[addtoany]
PUBLICADO EM: 18 de agosto de 2020