Reunião de Integração solidifica representatividade e capilaridade da FEDERASUL com o empresariado gaúcho

Encontro mensal com dirigentes regionais amarrou as oito Jornadas da Integração que ouviram 164 entidades empresariais de todas as regiões gaúchas

Em encontro online, a reunião desta quarta (14) solidificou 24 demandas regionais, 34 demandas microrregionais e 55 estratégias para implementação e realização dos pleitos levantados por 164 Associações Comerciais de todo o RS. As pautas foram levantadas ao longo de oito Jornadas da Integração que envolveu mais de 80 mil empresas gaúchas.

A reunião serviu para, principalmente, alinhar prioridades e cristalizar a relação da FEDERASUL com seus filiados, das maiores às menores regiões, de modo a garantir a representatividade da entidade e seu compromisso com o desenvolvimento da economia do RS, principalmente no contexto durante e depois pandemia. “Ninguém fica para trás”, afirmou o vice-presidente da Micro e Pequena Empresa, Rafael Goelzer, ao elencar, na parte inicial do encontro, as principais demandas levantadas ao longo das Jornadas de Integração.

Antes dele, o presidente da FEDERASUL, Anderson Trautman Cardoso, e o vice-presidente de Infraestrutura, Antonio Carlos Bacchieri Duarte, abriram o evento saudando os mais de 60 presentes e, também, reiterando as missões que a entidade empresarial desempenhou nesses primeiros meses de 2021.  

Obras de Infraestrutura

O  vice-presidente da Micro e Pequena Empresa, Rafael Goelzer, salientou a factibilidade das principais demandas, a possibilidade de torná-las reais por meio da entidade principalmente devido a três fatores: a capilaridade da FEDERASUL, a qualidade e unidade de seus representantes, bem como a fundamentação econômica da realização de obras de infraestrutura.  

Entre elas, foram elencadas: duplicação da BR-116, movimentos de combate de insegurança energética, as concessões das RS-290, RS-235, RS-122, RS-470 e também a finalização da Ferrovia Norte-Sul – todas obras citadas por vários líderes de ACI’s ao longo das jornadas de integração.

A direção da FEDERASUL reafirmou o compromisso de articulação e defesa dessas pautas factíveis, de modo a efetivamente causar efeitos relevantes na economia gaúcha, propiciando o desenvolvimento econômico, com a geração de riqueza e investimentos em todo o Estado.

Todas as estratégias, bem como as demandas, serão consolidadas em relatório a ser divulgado às filiadas da FEDERASUL nos próximos dias, após densa revisão e validação com cada liderança regional da entidade.

 

Ao final da reunião vice-presidente de Finanças da FEDERASUL, Fernando Marchet, mostrou, através de uma apresentação, os números sobre a situação atual da economia política do RS, do Brasil e do mundo frente ao contexto da pandemia.

[addtoany]
PUBLICADO EM: 14 de abril de 2021