Prefeitos atestam que a redução de tributos promove a competitividade e melhora a arrecadação a médio prazo

           Numa rápida conversa com  quatro prefeitos reeleitos e campeões de voto, a Federasul ouviu dos chefes dos executivos municipais de Esteio, Lajeado, Carazinho e Dom Pedrito suas opiniões sobre o aumento da carga tributária. Leonardo Pascoal, Marcelo Caumo, Milton Shmitz e Mário Augusto, respectivamente, são contra o projeto do governo Leite de manter as alíquotas do ICMS, já protocolado na Assembleia Legislativa.

         Apesar de receberem repasses menores do governo do Estado, os prefeitos preferem o caminho da competividade, quando a economia, com menos carga tributária, se torna mais competitiva trazendo mais desenvolvimento e recursos para toda sociedade.

         A pergunta foi feita no final do último Tá na Mesa, de quarta (25), onde os prefeitos falaram sobre Gestões públicas bem sucedidas. Eles mostraram que reduzindo impostos a arrecadação, ao contrário do que se imagina, aumenta e não cai. Exemplo de Esteio que reduziu 118 alíquotas de impostos e a receita do município aumentou. “É nisso que eu acredito”, disse o prefeito Leonardo Pascoal, reeleito com 85,5% dos votos de Esteio.

 

[addtoany]
PUBLICADO EM: 25 de novembro de 2020