Hong Kong um parceiro à espera dos brasileiros

No entanto, é preciso aprender a evitar gafes

Marina Barros, da HKTDC, durante palestra sobre possibilidades de negócios em Hong Kong. Foto: Rosi Boninsegna

Está cada vez mais fácil fazer negócios com Hong Kong. A língua é o inglês, as leis são britânicas por mais duas décadas e ostenta uma economia que cresce mais de 10,2% ao ano. A população que vive em Hong Kong é de 7,5 milhões de habitantes e fica distante quatro horas das principais cidades do continente asiático.

As portas que estão se abrindo para os negócios na Ásia foram explicadas pela diretora da Hong Kong Development Council, Marina Barros. Ela deu dicas sobre os negócios esclarecendo que “o chinês é discreto, não beija nem abraça. Eles são pontuais e frios.”

Importante é demonstrar que há conhecimento da cultura chinesa, como por exemplo não usar branco, que na China, significa luto. Outra dica é sempre se dirigir aos mais velhos. Marina Barros disse ainda que os chineses gostam de perceber que há conhecimento de sua cultura.

[addtoany]
PUBLICADO EM: 25 de outubro de 2019