FEDERASUL leva ao governador suas pautas para 2021

Inovação e infraestrutura são projetos em comum entre governo e entidade

                O presidente da FEDERASUL, Anderson Trautman Cardoso, se reuniu, nesta quinta (18), com o governador Eduardo Leite. Acompanhado pelo vice-presidente Antonio Carlos de Carvalho Bacchieri Duarte, coordenador da Divisão de Infraestrutura da entidade, apresentou pautas nas áreas de inovação e infraestrutura que foram alinhadas por serem assunto em comum do governo e da FEDERASUL.

         Além de uma primeira aproximação, falaram também sobre o mínimo regional. A FEDERASUL manifestou sua posição de acabar com o mínimo ou então não conceder qualquer reajuste. O governador prometeu conversar com a entidade assim que for tomar qualquer decisão a respeito.

         Eduardo Leite disse que respeita a força e a importância da FEDERASUL e enfatizou a abertura para o diálogo. “Vamos discutir pautas fundamentais para o desenvolvimento do Rio Grande”, enfatizou. Anderson Cardoso contou seu projeto na área de inovação, tema central de sua gestão, e disse que “nossa intenção é ampliar a competitividade e crescimento econômico do Estado”.

 

foto: Itamar Aguiar

 

         Falou também sobre a plataforma digital que está sendo montada na entidade com suas filiadas lembrando que as informações também precisam atingir, as médias e pequenas empresas. Em sintonia, o governador disse que inovação também é um dos pilares de sua gestão à frente do Executivo gaúcho e colocou toas as equipes das secretarias à disposição para dialogar sobre essa e outras pautas, como privatizações, PPPs, investimentos e projetos de tramitam na Assembleia Legislativa.

         A FEDERASUL informou ao governador que vai promover um seminário sobre saneamento. Eduardo Leite considerou que o “assunto pode ser pauta conjunta”. Na área de infraestrutura, Bacchieri explicou os projetos da entidade para 2021 lembrando que “priorizamos três, das dez demandas levantadas em oito regiões ano passado, para colocar em prática neste ano”.

         O levantamento foi feito em oito microrregiões e envolveu 157 entidades empresariais e mais de 70 mil empresas. “Já, neste mês, vamos retomar as reuniões para conversarmos sobre as prioridades com as oito regiões”.

[addtoany]
PUBLICADO EM: 18 de fevereiro de 2021