Cogestão, vacinação e combate a aglomerações são prioridades

Terceira reunião de Integração definiu pautas que serão defendidas pela FEDERASUL, bem como relatos das situações de empreendedores por alguns líderes de ACI’s

Na abertura da reunião online que contou com a presença de 100 empreendedores de todo o Estado, na manhã desta quarta-feira (10), o presidente da FEDERASUL Anderson Trautman Cardoso e os vice-presidentes de Integração, Rodrigo Sousa Costa, e de Micro e Pequena Empresas, Rafael Goelzer, deram as boas-vindas e direcionaram as discussões do encontro. Em suas falas, citaram o foco da entidade nas ações voltadas para a diminuição dos prejuízos sofridos pela classe empresarial do RS devido às restrições impostas pela bandeira preta pelo agravamento da pandemia do coronavírus.

“Vacinação e combate às aglomerações são prioridades”, afirmou o presidente Anderson Trautman Cardoso, que também se colocou à disposição dos filiados para interlocução.  O presidente também salientou a necessidade de flexibilização das normas da bandeira preta, de modo a resguardar o setor produtivo, os empregos e a saúde da população. Para isso, ressaltou o cumprimento dos protocolos de combate à Covid-19, o que – ao ver da FEDERASUL -, auxilia na prevenção à doença nos ambientes empresariais. Suspensão e prorrogação do pagamento de ICMS também foi uma medida citada para diminuir os malefícios da pandemia à economia gaúcha. O vice-presidente Rafael Goelzer enfatizou a importância da cogestão entre Estado e Municípios nas políticas públicas de combate ao coronavírus.

Após, alguns dirigentes de ACIs relataram as realidades enfrentadas em suas regiões, como as dificuldades financeiras que os empreendedores estão sendo submetidos devido às restrições no comércio definidas pelo decreto que impôs bandeira preta em todo o RS. Os participantes também sugeriram perguntas e pautas a serem levantadas para o governador Eduardo Leite, no Tá na Mesa também nesta quinta-feira (10)

DEPUTADOS ESTADUAIS

A reunião também teve a participação dos deputados estaduais do Partido Novo, Fabio Ostermann e Giuseppe Riesgo, que se colocaram à disposição da FEDERASUL na defesa das políticas de diminuição dos prejuízos à economia causados pela pandemia. Suspensões de pagamento de tributos foram defendidas pelos parlamentares.

Ao final da reunião, o coordenador da Divisão Financeira da entidade, Fernando Marchet, apresentou diversos dados sobre a situação econômica no País e no Estado.

[addtoany]
PUBLICADO EM: 10 de março de 2021